domingo, 3 de fevereiro de 2008

Time only time....

Sabe qdo vc se dá conta que o mês de janeiro já era e logo, logo já é Natal (de novo)??? Como o tempo pode passar tão rápido? Como?
Esse é meu engano... o tempo passa no ritmo dele... 60 segundos= 1 minuto, certo? Isso é universal... não muda... o que muda é a forma de passarmos por ele, é a energia q gastamos tentando lutar contra ele...

O Cazuza já dizia nos anos 80... "o tempo não pára" e não pára mesmo, apesar de termo a falsa sensação de que sim, ele não só não pára, como também não espera. Nos enganamos acreditando que as pessoas estarão sempre ali, de que as mão das ruas não serão invertidas, que a padaria que você compra pão e leite desde a sua adolescência terá o mesmo nome para sempre.
Nos resta lidar com esses fatos todos os dias... abaixar a cabeça e aceitar. Aceitar que ele existe, que ele atua constantemente em sua vida... não só pelos tic tacs...

Meus avós, como já falei antes, estão velhinhos... e me parte o coração vê-los cada dia menos fortes, menos vivos... É então nessa hora que você percebe que o tempo... aquele que você julgava te ajudar.... te “deu as costas”, não como um bandido, longe disso... até pq essa é a função dele. Passar, envelhecer, levar....
E sim, essas coisas inevitavelmente acontecem...

Hoje tenho uma noção melhor de tempo, de como ele age em minha vida a curto e à longo prazo... já vi muitas ruas mudando de mão, já via as padarias trocando de nome e até de ramo comercial.... Já vi verdades se tornando boatos, já vi o contrário. Já vi lágrimas de pessoas fortes, já vi força em um derrotado.

Por essas e outras me sinto uma anciã... “nascida há dez mil anos atrás...” contando causos, sendo uma “referência” para minha irmã, dando conselhos, sendo nostálgica. As vezes falo: no meu tempo..., se ouço uma música da minha “época” digo: essa é das antigas... rsrsrs. Tem vezes que me importo, tem horas que eu nem ligo...

Já fui mais baladeira. Há quem diga: vc tem 30 e não 60 anos... e se eu tivesse? Pq eu cansei. Cansei de ter que ser como querem ou esperam que eu seja. Cansei de responder as mesmas perguntas de sempre. Cansei de ser um tipo. Tipo bacana, tipo responsável, tipo gostosinha, tipo amiga, tipo certinha, tipo... tipo nada. Tipo tudo. Tipo legal, tipo...

Só pq é feriado e, por opção, não quis viajar sou tida como “doida”. Ouço coisas como: “mas são 4 dias” “aproveita, sua boba” ... PÁRA. PODE PARAR...

Sabe o que eu estou fazendo nesses dias? Já fui ao cinema, coisa que eu não fazia desde.... tropa de elite... assisti filmes românticos, com as minhas amigas, me entupindo de tranqueira e sabe qual é a melhor parte??? Ainda tenho dois dias inteirinhos pra me divertir, rever quem eu não vejo... desde o último carnaval, pra paparicar pai, mãe, minha irmã, meus avós e os doidos e as doidas que assim como eu não foram enlouquecer na fila do pedágio, da padaria, da fila pra comprar um picolé...

Tempo... é tudo o que eu tenho. Tempo é tudo o que preciso. Tempo... pra viver 60 segundos por minuto. Não preciso de mais...

2 E o que você sabe?:

Dressa disse...

To usando meu tempo... de verdade... como NUNCA tinha feito antes!!!!
Ele passa muito rápido...

Sandrinha disse...

"Tempo, mano velho, falta um tanto ainda eu sei.."

Pára com esta história. Eu pelo menos gosto de escutar causos. Eu gosto de músicas velhas. Aliás, prefiro as velhas do que as novas. Da mesma forma que prefiro escritores antigos aos novos. Prefiro a turma da Mônica também. Prefiro tantas coisas que o tempo ensina...

Já fiquei mais encanada com o tempo. Já assiti demasiadamente a Efeito Borboleta. Não vou consertar o que aconteceu, nem vou prever o que vai acontecer (só as vezes). Senão, não teria graça.

O tempo é uma coisa estranha. Poderia até falar sobre Teoria da Relatividade, mas, adiantaria?

Sabe Tê, dane-se o tempo que já foi e o que virá. O que importa, no tempo mesmo, é o agora.

Beijos.